Estado

MPE-TO pede interdição parcial da CPP de Gurupi por superlotação em mais de 500%

De acordo com dados do órgão, a unidade tem capacidade para receber 25 presos, mas conta com 140 atualmente

Com uma superlotação de 560% acima da capacidade permitida pela Lei de Execuções Penais, o Ministério Público Estadual (MPE-TO) pediu a interdição parcial da Casa de Prisão Provisória de Gurupi. De acordo com dados do órgão, o presídio tem capacidade para receber 25 presos, mas conta com 140 atualmente.   O Ministério observou também que a unidade prisio...
Matéria exclusiva para assinantes
Comentários
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.
ASSINE JÁ