Às vésperas do encerramento das inscrições para o concurso que irá preencher vagas no cargo de procurador do Estado, o Ministério Público Estadual (MPE-TO) interpôs recurso ao Tribunal de Justiça (TJ-TO) requerendo a suspensão do contrato firmado entre o Estado do Tocantins e a Fundação Carlos Chagas, selecionada para a organização e aplicação das provas.  Conforme o órgã...
Faça o seu cadastro e acesse até 05 matérias exclusivas por mês gratuitamente.
ou
Aproveite todo o conteúdo do site de forma ilimitada!
Assine o Jornal do Tocantins!
QUERO SER ASSINANTE

Navegue pelo assunto:

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários