Até a manhã de ontem, 76.899 candidatos já haviam se inscrito para disputar uma das vagas no concurso público para ingressar na Polícia Militar (PM) do Tocantins. De acordo com dados fornecidos pela própria PM, a banca responsável pelo certame, a Assessoria em Organização em Concursos Públicos (OACP), tinha recebido 65.749 inscrições para disputar uma das vagas para o cargo de soldados e 11.150 para o cargo de oficiais. As inscrições do processo seletivo foram abertas no último dia 9 de janeiro e serão encerradas no dia 9 do próximo mês. As provas estão previstas para ser realizas no dia 11 de março.

Levando em consideração as regras do edital, o concurso para soldado exige o nível médio e o valor da inscrição é R$80,00, já para oficial, que exige ensino superior, custa R$ 120,00. Os interessados podem se inscrever até o dia 09 de fevereiro no site www.aocp.com.br.

critérios

Ainda conforme o edital, os candidatos devem ter idade mínima de 18 anos e máxima de até 30 anos, na data de inscrição. Além de altura mínima de 1,63m para homens e 1,60m para mulheres e carteira de habilitação a partir da categoria B.

O certame oferece 1000 vagas para soldados e 40 para oficiais, com salários que chegam até R$ 9 mil. Desse quantitativo de vagas, 10% de cada cargo são oferecidos às mulheres. Segundo o edital haverá uma ajuda de custo inicial, durante o curso de formação, de R$ 4.499,52 para oficiais e R$ 2.215,10 para soldados. Quando do lançamento oficial do concurso, o presidente da comissão, coronel Marcelo Falcão Soares, havia dito que a expectativa era que em torno de 40 mil candidatos se inscrevessem no processo seletivo. Ele projetou também que a arrecadação com as inscrições ficassem por volta dos R$ 12 milhões. Como o número de candidatos praticamente já dobrou, a arrecadação também deverá ser bem superior a prevista inicialmente.

Certames

Ele também informou que esse é o maior já realizado pela PM no Tocantins. “Entre os anos de 1990 a 1994 os certames realizados pela instituição ofertaram 1.489 vagas. Dos anos de 2002 a 2006 os concursos ofereceram 1.719 vagas. Já neste ano, em um único concurso, vamos disponibilizar 1.040 vagas. Então os números provam que esse é o maior concurso da história da PM”, destaca.

Conforme Soares a primeira etapa das provas serão aplicadas nas cidades de Araguatins, Arraias, Araguaína, Gurupi e Palmas. Já as outras fases devem ser realizadas até o final de junho. “A previsão é que os futuros PMs sejam todos empossados no segundo semestre desse ano, no início de setembro, quando iniciarem o curso de formação, que deve ser em Palmas”, completa.