Estado

Médico suspeito de matar ex-mulher chega a Palmas

Após conversar com os advogados, o médico foi encaminhado ao IML; em seguida ele segue CPPP

Elias Oliveira
Chegada de Álvaro Ferreira da Silva

O médico Álvaro Ferreira Silva, principal suspeito de ter matado a ex-companheira e professora Danielle Christina Lustosa Grohs, chegou na tarde desta sexta-feira, 12, a Palmas. Ele foi levado para a Delegacia de Divisão de Homicídios e Proteção a Pessoa (DHPP), onde era esperado por seus três advogados que não tiveram os nomes divulgados.

No local, segundo informações da equipe do JTo, que acompanhou a chegada do médico, ele aparentava tranquilidade e agiu normalmente com a imprensa. O delegado Pedro Ivo Costa Miranda permitiu Silva conversasse com os advogados, porém não concedeu entrevista, pois, segundo Miranda, o inquérito ainda está em andamento. Durante a saída do local, o suspeito afirmou à imprensa, que o advogado da vítima Edson Ferreira de Alecrim, era um mentiroso. 

Questionado sobre como ocorreu a localização do suspeito, Miranda disse que o suspeito foi monitorado por meio da compra de passagens. "Ele foi para Salvador e ficou até o dia 23 de dezembro. Após isso seguiu para Campinas (SP), local onde fez a foto dentro de uma igreja, e posteriormente seguiu para Anápolis (GO), onde foi localizado e preso dentro de um shopping", relatou. 

Depois de passar pela delegacia, o suspeito foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML) para realizar exame de corpo de delito e, posteriormente, foi levado à Casa de Prisão Provisória de Palmas (CPPP). O delegado também informou ao JTo que o suspeito possui várias doenças, como diabete e pressão alta.

 

Arquivo pessoal
Médico Álvaro Ferreira da Silva é suspeito de matar a professora Danielle Christina
Comentários
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.
ASSINE JÁ