A Constituição Federal preconiza que a saúde é um bem essencial que está ligado diretamente à dignidade da pessoa humana. Para a juíza Milene de Carvalho Henrique, coordenadora do Comitê Executivo para Monitoramento das Ações de Saúde do Estado do Tocantins (Cemas), o direito à saúde é infinito, mas o orçamento, seja nos municípios, estados ou União, é finito. Ou seja...
Faça o seu cadastro e acesse até 05 matérias exclusivas por mês gratuitamente.
ou
Aproveite todo o conteúdo do site de forma ilimitada!
Assine o Jornal do Tocantins!
QUERO SER ASSINANTE
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários