Estado

Justiça bloqueia bens do prefeito de Taguatinga por atraso nos repasses à Previdência

Segundo o MPE-TO, desde outubro de 2017 o município não realiza os repasses mensais à previdência municipal, resultando em um débito de R$ 203.024,72

Prefeitura de Taguatinga/Divulgação
A Justiça determinou o bloqueio de bens do prefeito de Taguatinga, Altamirando Zequinha Gonçalves Taguatinga, até o valor de R$ 134.284,58. O valor é suficiente para quitar os juros pelo atraso nos repasses das contribuições devidas ao Fundo Municipal de Previdência Social dos Servidores de Taguatinga (Taguatinga Previ) e para pagar eventual indenização por dano moral c...
Matéria exclusiva para assinantes
Comentários
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.
ASSINE JÁ