Estado

Estado perderá 898 agentes prisionais

Com o desligamento dos contratados e a devolução de cedidos, o sistema prisional do Tocantins poderá encarar desfalque no número de servidores nas carceragens

Elias Oliveira
A dança das cadeiras que se tornou o sistema penitenciário do Tocantins após decisão judicial determinar o desligamento dos 745 contratados para que os aprovados no concurso de 2014 tomassem posse traz preocupações à segurança das unidades prisionais, dos próprios agentes e dos tocantinenses. O alerta vem do presidente da Associação dos Servidores do Sistema Prisional do To...
Matéria exclusiva para assinantes
Comentários
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.
ASSINE JÁ