Durante uma ação de orientação e fiscalização em trechos do Rio Araguaia na região de Araguacema, a 297 km da Capital, técnicos do Instituto Natureza do Tocantins (Naturatins) apreenderam recolheu 650 metros de redes de diversas malhas, duas tarrafas e oito anzóis próprios para captura de tartarugas.

“Essas ações serão realizadas constantemente, visto que o nível do rio está baixo e com isso as espécies ficam muito vulneráveis as ações dos pescadores e caçadores”, explica o supervisor da Área de Proteção Ambiental (APA) Ilha do Bananal/Cantão, Jovane Pereira Ferreira.

Apreensão semelhante ocorreu entre os últimos dias 16 e 19 no Parque Estadual do Cantão, quando a Polícia Militar Ambiental (BPMA) apreendeu 1.300 metros de rede de diversas malhas, petrechos para apanhar quelônios, um motor rabeta de 5.5 HP e duas espingardas, sendo uma calibre 22 e a outra de fabricação artesanal, ambas sem marca nem numeração.

Além das apreensões, foram resgatadas 30 tartarugas e 48 ovos de tracajá que estavam escondidos em sacos de estopa.

Os objetos e os animais foram encontrados em um acampamento, abandonado pelos infratores após perceberem a presença das equipes de fiscalização. No local ficou apenas uma mulher, que estava com 20 kg de pescados.