Esporte

Vasco perde sequência invicta para Atlético-PR e segue fora do G-7 do Brasileiro

Reprodução/Twitter
Vasco cai diante do Atlético-PR em Curitiba

Ainda sonhando com a vaga na Copa Libertadores do ano que vem, o Vasco viu acabar a sequência de 11 jogos sem derrota ao perder para o Atlético Paranaense por 3 a 1, na Arena da Baixada, em Curitiba, neste domingo, em jogo válido pela 36.ª rodada do Campeonato Brasileiro.

O resultado fez o Vasco cair para o nono lugar com 50 pontos, dois atrás do Botafogo, que fecha a zona de classificação para a Copa Libertadores. O Atlético Paranaense, por sua vez, é o 11.º colocado, com 48 pontos, e se reabilitou da derrota para a Ponte Preta, na rodada passada, em Campinas (SP).

O duelo começou quente, com o Atlético Paranaense em cima do adversário. Na primeira chance de gol, Matheus Rossetto apareceu na segunda trave após cruzamento da esquerda, mas finalizou para fora. O time da casa aproveitou o bom momento e abriu o placar aos 15 minutos. Depois de cobrança de escanteio de Fabrício, Thiago Heleno subiu entre os marcadores e testou sem chances de defesa para o goleiro uruguaio Martín Silva.

No lance seguinte, o Vasco deu o troco. Aos 17 minutos, em outra cobrança de tiro de canto, a bola ficou viva dentro da área. Na sede por afastar o perigo, Wanderson acertou a bola, que estava nas mãos do goleiro Weverton, e acabou colocando contra a própria meta.

Explorando as laterais, o Atlético Paranaense encontrou espaços na defesa vascaína para seguir criando. Éderson teve a chance de marcar após cruzamento passar por toda a defesa carioca em finalização de primeira. Em seguida, aos 35 minutos, Douglas Coutinho tentou em cabeçada da direita. A bola foi devagar e quase complicou Martín Silva, que ainda conseguiu mandar para escanteio. Apesar da pressão, o empate persistiu até o intervalo.

O segundo tempo começou fraco e irritou a torcida do Atlético Paranaense, que não estava nada satisfeita com o desempenho da equipe. As vaias e trocas enervaram ainda mais os donos da casa. Em um erro na saída de bola, Wanderson entregou nos pés de Wagner. De frente para o gol, o meia vascaíno mandou para fora.

Logo em seguida, porém, o Atlético Paranaense conseguiu marcar. Douglas Coutinho recebeu na entrada da área e bateu firme, no ângulo de Martín Silva, aos 18 minutos. Os curitibanos aproveitaram o melhor momento e ampliaram aos 23. Depois de cobrança de escanteio de Felipe Gedoz, Fabrício se antecipou à marcação e mandou para o fundo das redes.

O Atlético Paranaense volta a campo contra o Avaí, no próximo domingo, às 17 horas, no estádio da Ressacada, em Florianópolis. No mesmo dia e horário, o Vasco encara o Cruzeiro, no estádio do Mineirão, em Belo Horizonte. Na última rodada, o time paranaense se despede do Brasileirão contra o Palmeiras, na Arena da Baixada, enquanto que os cruzmaltinos recebem a Ponte Preta, no estádio de São Januário, no Rio de Janeiro.

FICHA TÉCNICA

ATLÉTICO-PR 3 x 1 VASCO

ATLÉTICO-PR - Weverton; Jonathan, Wanderson, Thiago Heleno e Fabrício; Matheus Rossetto, Lucho González (Eduardo Henrique), Douglas Coutinho e Guilherme; Lucas Fernandes (Sidcley) e Éderson (Felipe Gedoz). Técnico: Fabrício Soares.

VASCO - Martín Silva; Gilberto, Paulão, Breno (Rafael Marques) e Henrique; Jean (Evander), Wellington, Wagner (Yago Pikachu) e Nenê; Paulinho e André Rios. Técnico: Zé Ricardo.

GOLS - Thiago Heleno, aos 15, e Wanderson (contra), aos 17 minutos do primeiro tempo; Douglas Coutinho, aos 18, e Fabrício, aos 24 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Guilherme (Atlético-PR); Jean e Wellington (Vasco).

ÁRBITRO - Leandro Bizzio Marinho (SP).

RENDA - R$ 246.855,00.

PÚBLICO - 9.991 pagantes.

LOCAL - Arena da Baixada, em Curitiba (PR).

Comentários
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.
ASSINE JÁ