Jorge Jesus reclamou da "agressividade verbal", expressão usada por ele, de alguns treinadores brasileiros, sem citar nomes, sobre sua presença no Brasil. Falou ainda que não veio para ensinar nada a ninguém e criticou a falta de globalização dos técnicos brasileiros, como se dissesse: "Acordem, apenas sigo o que acontece no mundo".

Ele lembrou ainda que os treinadores portugueses…

Você se interessou por este conteúdo?

Seja nosso convidado.

É só usar as chaves para abrir até
5 conteúdos por mês.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários