O pugilista baiano Acelino Popó Freitas, tetracampeão mundial, teve seu auge no esporte há mais de uma década. Junto com o fim da carreira de Popó, o interesse do torcedor pelo boxe brasileiro também diminuiu. Mas a nobre arte nacional está de volta. Sinal disso é que os melhores atletas do País têm o talento reconhecido por campeões mundiais e pelos mais importantes m...

Você se interessou por este conteúdo?

Seja nosso convidado.

É só usar as chaves para abrir até
5 conteúdos por mês.
QUERO ASSINAR

Navegue pelo assunto:

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários