A Polícia Civil de Teresópolis foi à Granja Comary na manhã deste domingo (2) em uma primeira diligência envolvendo a acusação de estupro contra o atacante Neymar. Mas na ida dos investigadores ao local de concentração da seleção brasileira não teve relação direta com o Boletim de Ocorrência registrado contra o jogador na sexta-feira (31 de maio), mas sim pelo vídeo postado por ele no fim da noite deste sábado (1). Os policiais foram recebidos pelo administrador do CT da seleção, e ...

Você se interessou por este conteúdo?

Seja nosso convidado.

É só usar as chaves para abrir até
5 conteúdos por mês.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários