Esporte

Nos pênaltis, Cruzeiro bate Flamengo e é campeão da Copa do Brasil

Reprodução / Twitter / Mineirão

Durante os 90 minutos de bola rolando Cruzeiro e Flamengo fizeram uma final de poucas emoções, com erros de passes e poucas chances de gols. Dessa forma, a decisão da Copa do Brasil, realizada ontem, no Mineirão, precisou das penalidades máximas para ser definida. Foi aí que surgiram as estrelas do goleiro Fábio, que defendeu uma cobrança, e do meia Thiago Neves, que bateu o último pênalti para garantir a conquista do quinto título da competição nacional da Raposa. Vitória por 5 a 3, nos pênaltis. 

O time celeste voltou a conquistar um caneco nacional depois de três anos. Em 2014 foi campeão da Série A do Campeonato Brasileiro.

Nada abalou o Cruzeiro na Copa do Brasil. Foram 14 jogos até a conquista do quinto título da equipe na competição nacional. O time comandado pelo técnico Mano Menezes foi o único que passou por todas as fases da Copa do Brasil. Pelo caminho Volta Redonda, São Francisco/PA, Murici/AL, Chapecoense, Palmeiras, Grêmio e Flamengo foram superados.

O Cruzeiro terminou a Copa do Brasil, além do título, com R$ 6 milhões de premiação paga pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF), garantiu uma vaga direta na fase de grupos da Copa Libertadores da América 2018 e venceu o torneio nacional com méritos. Sendo o time com mais vitórias (7), gols marcados (23) e mais finalizações (81). O título foi confirmado em uma noite de pouca inspiração das duas equipes. O goleiro Fábio, nas poucas oportunidades que foi acionado durante o tempo regulamentar, fechou o gol celeste. Os defensores anularam as armas rubro-negras e o meio-campo e ataque do Cruzeiro sofreram com lesões e noite apagada dos meias Thiago Neves e De Arrascaeta. 

Ao todo, são quatro brasileiros (1996, 2003, 2013 e 2014) e 5 Copas do Brasil (1993, 1996, 2000, 2003 e 2017). Apenas o Palmeiras tem mais, com 12 canecos. Corinthians e Santos também possuem 9 conquistas nacionais.

O Cruzeiro bateu o Flamengo por 1 a 1 no placar agregado - 1 a 1 no primeiro jogo e 0 a 0 ontem -, e conquistou o título, que o coloca como maior vencedor do torneio ao lado do Grêmio. 

Depois da igualdade com bola rolando, o Cruzeiro contou com as boas pontarias de Henrique, Hudson, Léo, Diogo Barbosa e Thiago Neves, que acertaram todos os pênaltis para comemorar a conquista de mais um título da Copa do Brasil.
Agora, os clubes  voltam a se concentram nos pontos corridos. No fim de semana, jogam pelo Brasileiro, competição qe ainda disputam o título.

FICHA TÉCNICA 
Final - Copa do Brasil 

Jogo: Cruzeiro x Flamengo
Local: Estádio Mineirão (Belo Horizonte) 

Árbitro: Luiz Flávio de Oliveira (SP)
Assistentes: Marcelo Van Gasse e Danilo Ricardo Simon (ambos de SP)
Quarto árbitro: Fábio Rogério (SP) 

CRUZEIRO: Fábio; Ezequiel, Murilo, Léo, Diogo Barbosa, Henrique, Hudson, Robinho (Rafinha), Thiago Neves, Alisson (Elber) e Raniel (De Arrascaeta). Técnico: Mano Menezes. 

FLAMENGO: Alex Muralha; Réver, Juan, Pará e Trauco; Cuéllar, Willian Arão, Diego, Berrío (Rodinei) e Éverton (Lucas Paquetá); Guerrero. Técnico: Reinaldo Rueda.

Cartões Amarelos: Ezequiel, Hudson (Cruzeiro), Pará e Guerrero (Flamengo)

Público pagante: 56.467
Público total: 61.017
Renda: R$ 7.897.058,00

Comentários
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.
ASSINE JÁ