O Cruzeiro admite não ser possível reverter a punição da Fifa ao clube, que impôs a perda de seis pontos na Série B do Campeonato Brasileiro pela falta de pagamento ao Al-Wahda, dos Emirados Árabes Unidos, pela contratação do volante Denilson em 2016. Quem reconheceu não haver mais recursos foi Gustavo Gatti, membro do Conselho Gestor do clube. "Sei que para todo m...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar o Jornal do Tocantins

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários