Dono do avião queria voar com a SeleçãoSonho Miguel Quiroga, piloto do avião que caiu terça-feira levando jornalistas, jogadores e dirigentes da Chapecoense, era também um dos dois sócios da microcompanhia aérea Lamia, que tinha 15 funcionários. Sua empresa se especializou em transportar times de futebol em voos fretados, como as seleções da Bolívi...

Olá, esta matéria é exclusiva para assinantes.

Não sou Assinante.

Para ler a matéria você pode usar as chaves de convidado e desbloquear o conteúdo.
QUERO ASSINAR

Navegue pelo assunto:

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários