Xingado por boa parte da torcida do São Paulo ao final da derrota por 1 a 0 para o Goiás, o técnico Cuca disse entender o protesto nas arquibancadas do Morumbi. Foi a primeira vez que o treinador se tornou alvo dos torcedores, que também chamaram o time de "sem vergonha" e "amarelão". O presidente Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco, e o diretor-executivo de futebol R...

Você se interessou por este conteúdo?

Seja nosso convidado.

É só usar as chaves para abrir até
5 conteúdos por mês.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários