O secretário de Comércio Exterior, Marcos Troyjo, disse que a viagem do presidente Jair Bolsonaro para a China deve servir para discutir oportunidades que tornem a dinâmica  entre os dois países mais do que uma “relação de clientela”. Ao sugerir que é equivocado dizer que há uma “parceria” entre as duas nações, ele afirmou que não existe u...

Você se interessou por este conteúdo?

Seja nosso convidado.

É só usar as chaves para abrir até
5 conteúdos por mês.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários