O ministro da Economia, Paulo Guedes, admitiu nesta sexta-feira, 22, que, no final, a reforma administrativa deverá ficar mesmo para 2020, conforme decisão do presidente Jair Bolsonaro. “Como eu disse na terça-feira, realmente acreditava que a reforma seria encaminhada ao Congresso ainda nesta semana ou na próxima e que eu conseguiria convencer o pres...

Você se interessou por este conteúdo?

Seja nosso convidado.

É só usar as chaves para abrir até
5 conteúdos por mês.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários