A esposa do ex-presidente da Renault-Nissan, o franco-brasileiro Carlos Ghosn, deixou o Japão após a nova prisão do marido porque se sentia "em perigo", declarou ela ao jornal francês Le Journal du Dimanche, evitando assim ter que depor à justiça japonesa. Os promotores japoneses queriam questionar Carole Ghosn, de acordo com vários meios de comunicação japoneses, inclui...

Olá, esta matéria é exclusiva para assinantes.

Não sou Assinante.

Para ler a matéria você pode usar as chaves de convidado e desbloquear o conteúdo.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários