Famílias camponesas e remanescentes de quilombos de 16 acampamentos dos municípios do Estado do Tocantins continuam acampadas na sede do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), em Araguaína.   De acordo com o representante da articulação camponesa Raimundo Lima Viana, até a manhã de hoje nenhum representante do Incra ou do Ministér...

Olá, esta matéria é exclusiva para assinantes.

Não sou Assinante.

Para ler a matéria você pode usar as chaves de convidado e desbloquear o conteúdo.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários