O presidente da República, Jair Bolsonaro, negou que haja intensão de controlar artificialmente os preços dos combustíveis, o que significaria intervir na Petrobras. “Não sou intervencionista. Essa política está sendo seguida pelo almirante Bento (Albuquerque, ministro de Minas e Energia)“, afirmou nesta segunda-feira (6). De acordo com Bolsonaro, a crescente tensão...

Você se interessou por este conteúdo?

Seja nosso convidado.

É só usar as chaves para abrir até
5 conteúdos por mês.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários