Ameaçada de expulsão do PDT por votar a favor da reforma da Previdência, a deputada Tabata Amaral (SP) disse que não vendeu seu voto e que o "sim" às mudanças nas regras de aposentadoria não significam um "sim" ao governo Jair Bolsonaro, tampouco um "não" à orientação do partido. O PDT fechou questão contra a reforma, mas oito deputados declararam voto a favor. Co...

Você se interessou por este conteúdo?

Seja nosso convidado.

É só usar as chaves para abrir até
5 conteúdos por mês.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários