Notícias

Suspeitos de venderem celulares de gesso em Gurupi são presos em Goiás

De acordo com a PRF, eles vendiam o aparelho por R$ 150,00 e na hora de entregar a mercadoria, rapidamente eles trocavam o celular verdadeiro por um de gesso

Divulgação/PRF
Celulares de gesso

Dois homens de 33 anos, que aplicavam golpes vendendo celulares de gesso, foram presos na noite de ontem, no km 67 da BR-153, em Porangatu. Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), o motorista e o passageiro contaram que estavam vindo de uma feira em Gurupi (TO), onde teriam aplicado o golpe.

Segundo a PRF, os policiais solicitaram a parada de um VW Fox, mas o motorista não respeitou a ordem e fugiu. Logo depois, os policiais conseguiram abordá-lo e dentro do veículo eles encontraram 17 caixas de celulares e um saco de gesso.

Quando a PRF foi ver o que tinha no interior das caixas, perceberam que, no lugar dos aparelhos telefônicos, haviam réplicas de celulares feitas de gesso e que apenas um dos celulares era verdadeiro.

Segundo eles, cada celular, réplica de um Samsung, era vendido por R$ 150,00. Eles ofereciam o aparelho por um preço baixo e, na hora da entrega, rapidamente trocavam o celular verdadeiro por um de gesso.

Os homens foram encaminhados para a Delegacia de Polícia Civil de Porangatu. Ainda segundo a PRF, um deles tem passagem por receptação, mas ambos ficaram presos por estelionato e também por uso de documento falso. Contra um deles ainda tinha um mandado de prisão.

Comentários
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.
ASSINE JÁ