Mundo do Agronegócio

Pecuaristas estão voltando às negociações

Os pecuaristas estão voltando aos poucos para as negociações e o mercado do boi gordo está “morno” neste início de ano. A oferta de boiadas restrita gera dificuldade de compras. Dessa forma, há dificuldade por parte dos frigoríficos de alongarem suas escalas e isso dita o ritmo do mercado. Apesar dessa dificuldade de compra de matéria-prima, o escoamento da carne é lento e não gera necessidade de intensificar as compras, garantindo estabilidade nos preços da @ na maior parte das praças.

Nada mudou

A conjuntura do mercado de reposição pecuário no início de 2017 não diferiu do cenário no decorrer de 2016: mais oferta que demanda. Analisando o preço médio do bezerro desmamado (6@) em 12 estados pesquisados, a cotação da 1ª semana de 2017 (R$1.064/ cabeça) é 10% menor que no mesmo período de 2016 (R$ 1.182/cabeça). A queda é ainda mais brusca se analisamos os preços corrigidos pela inflação, aliados ao aumento dos custos de produção.

Afrouxou

Mercado do milho mais frouxo desde a 2ª quinzena de dezembro. Apesar da baixa disponibilidade do milho no País neste momento, a demanda fraca, tanto com relação ao consumo doméstico como para exportação, tiraram a sustentação das cotações. Se confirmada uma safra cheia na temporada 2016/17 (1ª e 2ª safras), os preços deverão cair com mais força a partir de meados do 1º semestre de 2017.

 

Prejuízos

Localizada num importante trecho de escoamento da produção na fronteira agrícola do Matopiba e no topo do ranking das piores rodovias do BR na avaliação da Confederação Nacional dos Transportes, o trecho de cerca de 242 km entre Natividade (TO)e Barreiras (BA) traz grandes prejuízos ao setor rural e de cargas.

 

Valor referencial

A terra representa no Brasil, cerca de, 70,5% do valor dos bens existentes nos estabelecimentos agropecuários. Os demais valores são distribuídos em prédios, instalações e benfeitorias, lavouras permanentes e temporárias, matas e outros bens, como veículos, máquinas e animais.

 

Proporções

Segundo a Embrapa, as proporções de carne, gordura e osso na carcaça de bois de corte variam de acordo com a raça, a idade e o grau de acabamento. Em média, pode-se dizer que a carcaça de um boi de 17 @ é composta, aproximadamente, de 74 % de carne, 8 % de gordura e 18 % de ossos.

Curtas

Entidades e lideranças do Agro repudiam enredo de samba vergonhoso no país do agronegócio;

Soja: Oferta elevada deve limitar reações de preços em 2017, diz Cepea;

Arroz: Maior oferta deverá pressionar valores no 1º semestre de 2017;

Mercado em expansão: Venda de orgânicos deve crescer 20% em 2017;

Baixo consumo das carnes limita evolução nos preços do boi gordo, frango e suíno;

Queda no consumo abaixa preços do frango na granja (5%) e no atacado (10,9%);

Dicas ao pecuarista

Comentários
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.
ASSINE JÁ