Magazine

Homenagem ao samba

 

Luiz Gonzaga do Nascimento Junior, o Gonzaguinha. No mês de abril deste ano completará 23 anos da morte do artista que até hoje ainda é bastante lembrado pelos amantes da Música Popular Brasileira. No Tocantins, as lembranças de suas canções, repletas de alegria e poesia, serão reforçadas nesta sexta-feira, a partir das 21 horas, no Tendencies Rock Bar, em Palmas.

Sob o comando de Dairo Santos e banda Vassuncê, o Tributo a Gonzaguinha promete trazer uma noite ao som de boas lembranças, muita animação e, principalmente, boa música. No repertório, não devem faltar sucessos como A felicidade bate à sua porta, É, Sangrando, O que é o que é e Um homem também chora, entre muitas outras canções que consagraram o filho do Rei do Baião como um dos maiores compositores da Música Popular Brasileira.

História

Compôs a primeira canção Lembranças da primavera aos catorze anos, e em 1961, com 16 anos foi morar em Cocotá com o pai para estudar. Voltou para o Rio de Janeiro para estudar Economia, pela Universidade Cândido Mendes. Neste início de carreira, a apresentação agressiva e pouco agradável aos olhos dos meios de comunicação lhe valeram o apelido de “cantor rancor”, com canções ásperas. Com o começo da abertura política, na segunda metade da década de 1970, começou a modificar o discurso e a compor canções de tom mais aprazível para o público da época, como Começaria tudo outra vez, Explode Coração e Grito de alerta.

DIVULGAÇÃO
Dairo (E) e Vassuncê homenageiam Gonzaguinha hoje
Comentários
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.
ASSINE JÁ