Estado

Mais de 10 mil infrações de trânsito por alta velocidade foram registradas na Capital em maio

Das 14.868 infrações registradas em Palmas, mais de 60%¨foi por alta velocidade

Lia Mara
Programa Balada Segura foi aderido por vários órgãos com o intuito de conscientizar a população e diminuir infrações

Mais de 60% das infrações cometidas pelos condutores palmenses no mês de maio foram por alta velocidade. A Secretaria de Segurança e Mobilidade Urbana (Sesmu), das 14.868 infrações, foram registradas 10.117 autuações de motoristas por alta velocidade. O mês de maio é destinado a conscientização para o respeito às leis de trânsito e várias ações foram desenvolvidas pela Prefeitura de Palmas. Os dados também revelam que 1.213 condutores foram flagrados avançando o sinal vermelho nas vias da Capital.

Segundo a Secretaria de Segurança e Mobilidade Urbana, esses dados são de locais conhecidos pela população por ter fiscalização eletrônica, visto que não há equipamento novo instalado nos últimos meses, e mesmo assim, esse tipo de infração continua a crescer. “Mesmo com a quantidade de equipamentos de redutor de velocidade, os índices de infrações, e consequentemente acidentes, ainda são altos”, lembra a gerente de Fiscalização no Trânsito, Glauce Kelly de Souza.

Outras infrações que também foram as mais registradas pelos motoristas da Capital são relacionadas ao não uso do cinto de segurança, dirigir o veículo utilizando telefone celular, conduzir os veículos sem que esteja licenciado e recusar-se a submeter ao teste de etilômetro.

“Diante de tantas imprudências e desrespeito a sinalização o resultado foi um Maio Amarelo com 322 acidentes, sendo quatro com vítimas fatais”, aponta o superintendente de Trânsito e Transporte, Elissando Honorato. Os dados foram repassados pelo Sistema Integrado de Operações (SIOP) e da Comissão de Gestão de Dados e Informações do Programa Vida no Trânsito. 

A perita da Polícia Civil, Valéria Viana Barbosa, lembra sobre a importância de obedecer à velocidade da via: “A regulamentação dessa velocidade não é feita aleatoriamente, quando o gestor ou a própria lei restringe a velocidade de determinada via precisa ter um limite, há um propósito para isso. Tudo foi estudado, planejado. É uma via que pode ter mais interseções, o fluxo de pedestre pode ser maior e se o motorista estiver acima da velocidade e tiver que fazer uma frenagem brusca, certamente, não conseguirá parar em segurança”.

Ações Educativas

Durante o mês de Maio, a gerência de Educação para o Trânsito juntamente com o Projeto Vida no Trânsito, a Secretaria municipal de Saúde e órgãos parceiros realizaram 43 ações educativas, como blitz, palestras em escolas e empresas, adesivaço, atendendo mais de 6.000 pessoas dentre elas: alunos, professores, servidores administrativos e a população em geral.

Maio Amarelo

O Movimento Maio Amarelo surgiu em 2011, com o objetivo de reduzir acidentes de trânsito em todo o mundo. A cor amarela foi escolhida por simbolizar atenção, em referência à sinalização de advertência no trânsito. Já o mês foi escolhido por ter uma ligação com a história de segurança no trânsito, uma vez que, em maio de 2011, a ONU decretou a “Década de Ações para a Segurança no Trânsito”.

Comentários
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.
ASSINE JÁ