Estado

Com história emocionante, casamento para o HGP

Há 12 anos, Maria da Penha dos Santos, 50 anos, e Arion Rodrigues do Nascimento, 39 anos, iniciaram uma relação amorosa no estilo mais clássico: até que a morte os separe. E em nome dessa relação eles celebraram, na tarde de hoje, essa união. Por estar em situação  irreversível, após um acidente de trânsito, Nascimento informou à família seu desejo de receber as bênçãos religiosas para a união com Maria da Penha, com quem tem uma filha de 11 anos, Ana Caroline. O casamento foi celebrado por um pastor na capela do Hospital Geral de Palmas (HGP).

O acidente que deixou Nascimento tetraplégico aconteceu no dia 12 de abril de 2015, quando o veículo onde estava o homem bateu em um barranco e capotou, na cidade de Colmeia, a 206 km de Palmas, onde residem. Ele sofreu uma lesão medular completa e ficou por um ano e três meses na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e agora está há seis meses na Unidade de Cuidados Intermediários (UCI) do hospital. Consciente, contou à esposa que não desejava morrer “no pecado”, sem receber as bênçãos religiosas. Participaram da cerimônia familiares dos noivos, amigos e funcionários do hospital. Antes da celebração, Maria da Penha teve um dia especial de noiva.

Carlessandro Souza/Divulgação
Carlessandro Souza/Divulgação
Carlessandro Souza/Divulgação
Comentários
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.
ASSINE JÁ